sábado, 5 de janeiro de 2008

Como escapar do ataque de uma cobra do Himalaia em 6 etapas

Aqui vai um artigo que será de muita utilidade à todos, pois não necessariamente temos que estar no Himalaia para cruzar com uma cobra do Himalaia, aliás, é necessário uma pitada de perversão para cruzar com uma cobra do Himalaia, mas há quem goste. Você deve estar se perguntando, mas a cobra do Himalaia é tão perigosa assim? Em muitos casos seu ataque pode ser fatal, principalmente em dias de lua cheia, quando seu veneno é potencializado pelas marés, sendo capaz de derrubar um bezerro ou até mesmo o Padre Marcelo Rossi. Seu comportamento é atípico, e seu habitat pouco comum. Costuma se esconder em Shopping Centers nos desertos e escutar músicas da Ana Carolina (menos Ana Carolina e Seu Jorge, pois ela detesta racismo). Se algum dia você cruzar com uma cobra do Himalaia, só há uma forma de escapar dela:

1) Olhe fixamente em seus olhos

2) Dance a dança do siri de cabeça pra baixo (isso a deixará confusa)

3) Recite poesias de Drummond, mas com a voz do Cid Moreira (ainda de cabeça pra baixo e executando o passo anterior)

4) Conte um pouco da sua vida, fale de suas experiências, revele seus planos para o futuro

5) Se após esses procedimentos a cobra ainda permanecer à sua frente, experimente acordar, ou ainda parar de ler esse blog

Um comentário:

Du disse...

Sei não...essa cobra me deu umas idéias aqui... hummmmmm
Será que adiantaria tocar aquela flautinha com um turbante na cabeça????