sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Adelino, o breve

Uma manhã, ao despertar de sonhos inquietantes, Adelino deu por si na cama transformado num gigantesco inseto.

Olhou em volta, estranhou a enorme sensação de Déjà vu provocada por tudo aquilo. Com suas seis patas peludas e nojentas, dirigiu-se à biblioteca da casa de sua família, transformada há pouco em uma pensão.

Lá chegando, olhou as prateleiras empoeiradas, à procura de um livro pequeno e vermelho.

Após dois minutos e treze segundos, encontra o pequeno livro vermelho, com letras douradas num papel bonito. Chorou de emoção quando acabou de ler. Num cantinho rabiscado no verso, estava escrito: "Meu amor, eu confesso. Estou casando, mas o grande amor da minha vida é você".

Ao terminar de ler, deu-se conta de que sua vida havia se tornado uma paródia mal feita de "A metamorfose", de Kafka. Lembrou-se da horrível música dos anos 80, e do trocadilho horrível "vem kafka [cá ficar] comigo".

Tentou o suicídio, mas havia apenas um tubo de inseticida na casa toda. Ficou com vergonha de ir ao mercado comprar mais. Sob um estado de leve embriaguez, causado pelo veneno, fez um video tape dançando macarena e enviou à produção do Big Brother.

Foi rejeitado.

2 comentários:

Lelo disse...

Pobre Adelino, às vezes a vida nos prega peças, outras vezes quadros ou escorredores de prato, mas isso nao é problema meu. O rapaz, tinha futuro, era apenas mal orientado. Podia ser modelo da capa do novo CD Marilyn Manson, ou até garoto propaganda de Dedetização... Telefone apenas uma vez! 2273-7373 (DDD 21, aos interessados)

Du disse...

Putz...Chitãozinho e Xororó no livro pequeno e vermelho! E eu que procurei eles por toda parte e não encontrei...aff...belo esconderijo esse livro! E vermelho ainda, a cor do meu time!!!
Agora a pergunta que não quer calar: Preco. Quem é Preco? De onde surgiu? Quem fez? E pelamordedeus, onde está Wally???
Ai, que dor de cabeça! :(