quarta-feira, 1 de outubro de 2008

A vida de Osmar

"Por mais que as pessoas em quem você confia te decepcionem, você não deixa de confiar nelas por causa disso."

Essa frase permeava a vida de Osmar, o casto. Osmar, olhos cor de mel, cabelos cor de ameixa, pele cor de leite. Praticamente um iogurte ambulante.

Lá ia ele pela rua, um andar mole e desengonçado, chamando a atenção dos transeuntes. Mas as cidades grandes não permitem que ninguém chame atenção, e Osmar é novamente engolido pela turba alvoroçada, que reivindicava seu direito inalienável de continuar cega.

Osmar dava de ombros e prosseguia. Tinha que chegar a um lugar que não lembrava exatamente qual, mas sabia que se continuasse andando uma hora lembraria, e provavelmente depois constataria de que o caminho não era aquele.

Pente num bolso, carteira de identidade no outro, 8 moedas no bolso da calça. Isso era tudo que Osmar tinha no momento, além de um panfleto de uma loja, que estava com uma liquidação maravilhosa, de 20 a 50% de desconto em todos os produtos. Osmar nunca leria aquele panfleto.

Essa é a vida de Osmar. Um sujeito pobre, mas com qualidades. Qualidades que só ele conhecia. E das quais se orgulhava - por causa delas, estufava o peito e seguia andando. Um sujeito nobre, apesar dos erros que cometeu na vida, das escolhas erradas que fez e do destino triste que sempre o aguardava no fim de cada estrada que percorrera.

Esse é Osmar. Sem muitas aspirações, mas com alguma vontade. Sem muita sorte, mas ainda com alguma fé em Deus ou em qualquer outra entidade que prometa alguma coisa boa a ele.


PS.: Sim, isso foi um texto normal. Não tem nenhuma piada no meio, nem nenhuma menção ao novo jogo do Efeito Axe, nem fotos de mulheres fruta, nem mulher samambaia nua na praia sem tarja.

5 comentários:

Du disse...

Gostei do Osmar, Preco!
Sério...

Beijo!

Lelo disse...

Genial, quase pude ver Osmar, tocar Osmar, sent... Er, só ver, por favor. Vai pra edição né?

Anônimo disse...

gay

Anônimo disse...

bem gay

Natália disse...

Uhm.... Osmar....
Achei q ia ter trocadilho q nem do Olavio...

Não gostei mto...
=P
Mas te amo igual, tah xuxu?
Bjinhos!
=*